quarta-feira, 28 de maio de 2014

Fan Page


Estou recebendo um número considerável de mensagens e e-mails, onde amigos e seguidores da minha página estão me perguntando o motivo pelo qual eu só tenho a Fan Page e como o relacionamento que eu tenho com as redes sociais é transparente, vou explanar sobre o assunto.


Esse ano, completam oito anos que escrevo sobre candomblé, passei pelo Orkut, MSN, Blog, Site, Rádio até chegar no Facebook. Como tudo que é feito com dedicação, a mensagem de um candomblé bom e que busca o esclarecimento acabou se alastrando pelo Brasil e fora dele. Eu mantinha quatro páginas do Facebook, Blog (Terra dos Orixás) e Site (Terra dos Orixás), sem falar das funções religiosas no Egbé L’ajò, faculdade e etc. Com uma agenda cheia de compromisso, não estava mais conseguindo fazer a manutenção de todas essas páginas, por isso, decidi concentrar minhas atenções em uma única página, que é https://www.facebook.com/baba.d.ode.

Meu intuito é levar o esclarecimento ao povo de axé, pois só com ordem conseguiremos progresso em nosso culto, que é maravilhoso, porém que ainda é deturbado por pessoas sem preparo e sem responsabilidade com aquilo que se propõe a fazer. Outro ponto importante destacar é que com a Fan Page, eu também consigo obter dados administrativos me servem de termômetro, assim eu consigo traçar um diagnóstico sobre o que mais chama atenção do povo de axé, quais são as maiores dúvidas e etc.

Eu acredito que o meu papel nesse mundo é levar a palavra do Orixá e graças a Olorun, hoje contamos com ferramentas como a internet que podem ser usadas para o bem, obviamente que há mistérios e segredos do nosso culto que só são aprendidos na prática. 

Espero que todos tenham uma ótima semana e que Ogum e Oxossi abençoe cada lar, cada família e cada omo-Orixá.

sexta-feira, 2 de maio de 2014

Confiança no Candomblé


A confiança do povo de axé é abalada constantemente pela falta de informação, pelos oportunistas que se aproveitam das fragilidades das pessoas para tirar proveito, entre outras coisas. Em contra partida, as casas que possuem fundamentação, sérias, fecham suas portas para quem não tem condições, poucas são as que acolhem igualmente ricos e pobres.


Entretanto, isso não pode nos afastar do Orixá, é preciso nos levantar em pró a comunidade e esse é o desafio da nova geração do candomblé, que tem como obstáculo, muitas vezes, a hierarquia opressora e a cultura do “manda quem pode, obedece quem tem juízo”. Poucos foram os “antigos” que se preocuparam em deixar um legado organizado e para todos. 

Portanto, pensando no futuro, decidi destacar algumas qualidades que o novo Zelador de Orixá precisa ter para alcançar o sucesso no novo candomblé, e são:

- Ser Abençoado: Não adianta querer ser pai de santo, é necessário ser indicado pelo Orixá e ser portador de axé. Estimo que apenas 5% dos iniciados na religião dos Orixás, realmente nasceram com o dom de zelar de cabeças.

- Preparado: Ter dom é maravilhoso, porém é preciso se preparar para o mundo, para ministrar os ritos, para aconselhar e orientar os filhos dos Orixás. E isso acontece dentro da casa de axé. Livros e apostilas servem para quem já tem base sólida e sabe diferenciar o que é condizente ou não com sua raiz e com seu axé.

- Responsável: Não só com o Orixá, mas com os filhos, com a sociedade e com a natureza. Cuidar e lidar com pessoas não é nada fácil. Pai de santo que dorme com filho de santo, que impõe ao outro o que não faz, que grita, humilha, usa drogas e etc, não terá vez no novo cenário. 

- Confiante: É um ingrediente necessário, pois ingratidões e decepções faz parte do nosso cotidiano, se você não tiver confiança no Orixá, na sua capacidade e no seu povo, irá perder a Fé e vai acabar com muitos, fazendo por fazer, sem amor, nem entusiasmo.

Pensem nisso, vamos fazer um Candomblé do bem, com amor e comprometimento, afinal o Orixá merece!

Testemunho de Fé e Agradecimento

Em janeiro de 2016 tivemos um grande Candomblé de Osalá, com muitas obrigações e a casa ficou pequena para receber todos os filhos e amig...