segunda-feira, 25 de março de 2013

Papo Sério - O que esperamos do Orixá?


Noite passada eu dormi pensando na religião e na vida de seus adeptos, o que na verdade esperamos do nosso Orixá? Eu lido com essa difícil questão diariamente, cada um que entra para a casa de axé tem um desejo ou vários.  Relembrei tantas situações onde eu só continuei na religião por realmente amar o Orixá. Mergulhei nas lembranças e me perguntei, quantos dos meus filhos ou amigos do axé, suportariam passar pela fome, tristeza, morte, traição e a fé continuar firme? Aliás, quantos de nós estamos preparados para colocar a cara a tapa e enfrentar um problema sem colocar a culpa no Orixá ou no Ajé?

Muitas vezes durante os oròs e função eu fico observando cada um dos meus filhos, vejo no olhar de cada um a expressão de sua fé e em alguns não consigo enxergar nada além de necessidade, esses não conseguem nem me enganar, imagina o Orixá. Pior de tudo é que geralmente os que menos se dedicação são aqueles que mais esperam. Religião é a forma que buscamos a Deus, nos religarmos. Estamos em uma igreja, um centro ou um terreiro, para buscar orientação e desenvolvimento espiritual e não para regredirmos na escuridão da ignorância, do ego e da vaidade.

Sou jovem e sei que ainda tenho muita coisa para viver, mas a atual situação da nossa religião me preocupa muito, que culto deixaremos para os nossos filhos e netos? Um mundo onde o modismo reina e o volume de informações parece que atrapalha muito mais que ajuda. Como será que eles vão cuidar e zelar por nossos Orixá, dizer que isso não é um problema nosso só mostra o descompromisso com o futuro e com a própria religião, que é muito valiosa para cair nas mãos erradas.

Uma ótima semana!

Buscar no Orisá a força para recomeçar

Durante a vida vamos passando por momentos onde nada tem explicação, são crises que vem como tempestades que param ...